quarta-feira, 18 de Julho de 2007

Daruma

Mais um amuleto japonês, desta vez é um boneco chamado daruma... Aqui na imagem em tamanho gigante :P



Os japas, no ínicio de cada ano, compram um boneco idêntico a este para porem na secretária do emprego ou em suas casas. E porquê?
Este boneco tem uma particularidade, os seus olhos são brancos... No ínicio de cada ano pede-se um desejo e pinta-se um dos olhos de preto. Quando o desejo se torna realidade pinta-se então o outro olho de preto.
Este boneco representa o monge budista Bodhidharma, fundador da teoria Zen...

Muito gostam estes japas deste tipo de coisas :P
Eu já tenho o meu guardado para o próximo ano, ainda tenho ali uns que me sobraram, aceitam-se encomendas ;)

terça-feira, 17 de Julho de 2007

Hiroshima

Quem é que não tem curiosidade de ir a Hiroshima?

Todos nós ouvimos falar de Hiroshima. Sabemos que o que aconteceu foi uma catástrofe , um atentado à humanidade... Mas digo-vos que só mesmo vendo o seu museu é que se consegue ter uma noção do terror que foi para aquele povo, aquela altura e os anos seguintes à queda da bomba atómica.
A cidade ficou completamente destruída, ora vejam o antes e o depois...





O único edifício que ficou de pé ainda hoje se encontra lá para relembrar o terror vivido por aquelas pessoas...



Durante a explosão da bomba, temperaturas de 3000ºC foram atingidas, o ferro fundiu, os materiais degradaram-se todos...





As pessoas que não morreram queimadas, morreram devido às radiações emitidas... Com as imagens e com a história contada na primeira pessoa até as lágrimas me vieram aos olhos...
Agora em torno do edifício que permaneceu até hoje sem cair, existe um parque com vários monumentos e estátuas para relembrar as vítimas deste terrível atentado...



O Japão, a partir desse ano, criou uma lei que diz que o povo japonês não entrará em mais guerra nenhuma para alargar o seu território...Só estará envolvido noutra guerra se for para protecção do seu próprio povo!!

quarta-feira, 11 de Julho de 2007

MicroMachines!

Uma das coisas que me surpreendeu quando cheguei ao Japão foram os carros deles. Acho que posso dividi-los em dois tipos, os carrinhos de brincar e os carros de família.
Os carros de família são os nossos monovolumes, os outros parecem MicroMachines, ora vejam lá.



Digam lá que não parecem carrinhos de brincar:P
Eles são os piores condutores que eu já vi! Primeiro andam sempre a 40 km/h, parecem lesmas. Depois parar nos cruzamentos, para quê? Entra-se à doida e depois faz-se marcha atrás que é muito melhor :P
Os carros são todos automáticos, mudanças era uma grande confusão para aquelas cabeças... Eu imagino os choques que ia haver :P
Mas uma coisa tem de ser dita: estacionam os carros milimetricamente. Nem que estejam ali 10 min aquilo fica direitinho ao máximo!
A velocidade máxima nas autoestradas é 80 km/h, de onde facilmente se conclui que neste país o melhor é viajar naqueles comboios que mostrei no post anterior. De carro não se vai a lado nenhum :P

De qualquer das formas uma coisa é certa, cada viagem feita de carro era uma aventura :D

sábado, 7 de Julho de 2007

Shinkansen

No Japão existe um dos comboios mais rápidos do mundo, o shinkansen!

Shin significa novo (explicado por um japa) será que kansen é comboio?:P Fica a pergunta para alguém que me saiba responder...

Este comboio é uma maravilha da ciência! Podemos percorrer o Japão num instantinho... Este comboio consegue atingir velocidades de 518km/h! Só pela velocidade já dá para ver que parece um foguetão, agora vejam lá a parte da frente do comboio. Está totalmente de acordo com a velocidade que atinge...







Estes comboios foram a minha salvação naquele país! Adorei-os!! Só é pena terem-me deixado a carteira mais do que vazia :P

Electrodomésticos!

Quando cheguei ao Japão, como devem imaginar, deparei-me com uma quantidade de equipamentos electrónicos espalhados pela minha bela casinha. Aquilo que à primeira vista parecia uma coisa pacífica, tornou-se num quebra cabeças de todo o tamanho...:P

O primeiro contacto foi com o microondas... Humm...Promete :P

Ok, pelo menos consegui distinguir o botão de descongelar e os de aquecer! Mas saber qual é que era realmente o botão para aquecer comida! E como é que se marcava o tempo, se aquela coisa parecia automática?? Resultado, comida a escaldar e desidratada ou então fria, dependia da sorte na escolha do botão...:P Ao fim de um mês percebi que ele marcava o tempo de aquecimento de acordo com o peso do que estava lá dentro. Só era mesmo preciso carregar no botão maior e tudo saía na perfeição!

A máquina de lavar roupa foi outra cena muito à frente! Tantos programas, tantas opções… Como não sabia nada e como não queria estragar a roupa, cá vai disto, escolha dos programas intermédios que não são carne nem peixe, por isso mal não devem fazer :P

O ar condicionado também tem a sua história... Um dia, subitamente estava um frio de rachar em minha casa. Eu aumentava a temperatura e nada… Cada vez mais frio… Eu bem olhava para o comando, mas que raio o que se passa com esta coisa??!! Já estava eu enrolada no saco cama, com montes de camisolas, quando oiço o meu vizinho chinês a chegar a casa. Nem é tarde nem é cedo. Lá fui eu perguntar-lhe se o ar condicionado dele funcionava. Escusado será dizer, que veio a minha casa e que me disse que eu tinha o botão ligado para o frio:P
Ora boa, toma lá fresquinho que só estão -2ºC lá fora por isso para quê aquecer a sala:P

Aqui fica o aviso: Vão para o Japão? Comprem um dicionário básico com a tradução dos electrodomésticos. Vão prevenidos!!!:P

sexta-feira, 6 de Julho de 2007

Ovas gigantes? - Lixo...

Eu sei que todos pensam que foi o fim deste blog... Eu própria cheguei a pensar em acabar com ele, pois aqui em Portugal a disponibilidade para escrever é muito menor!
Mas ficou tanta coisa por contar que, agora que já se passaram uns meses, sinto vontade de recordar as coisas vividas naquele magnífico país!
Por isso, aqui estou eu de novo :D

Depois de um jantar que dei em minha casa para os japas provarem comidinha da boa, ou seja tuga, ficaram dois lindos pacotes dentro do meu frigorifico, com umas bolas gigantes coloridas.



No dia seguinte, quando acordo e vejo o que estava dentro do saco de plástico abandonado pelos japas, deparo-me com estas bolas de aspecto magnífico. "Epa só podem ser ovas!!" Foi o que pensei de imediato, não podia ser outra coisa! Que mau aspecto!! Nem sabia como aquilo se comia. Não fiz mais nada LIXO com os pacotes inteirinhos! :P

Semanas mais tarde, quando fui passar o fim de semana com a tal família japonesa, fomos ao supermercado e eis senão quando...Lá estavam elas!! Eram caixas e caixas destas "ovas gigantes". Resolvi confirmar as minhas suspeitas, porque estava certa que eram ovas. A japonesa olhou para mim quando perguntei o que era aquilo e disse-me: " Ah nunca provaste? Aquilo são os doces típicos do Japão!".
O quê ??? Pensei eu! Impossível!! Meti 2 caixas inteiras no lixo!!! Que esperteza :P

Lá comprou ela uma caixinha para eu provar aquela especialidade! Não vos consigo descrever a textura de tal coisa... É meio gelatinoso, e muito "nhanhento":P Mas eu até gostei daquilo!

Quando voltei a Portugal trouxe uma caixinha comigo para dar a provar. Qual foi o resultado?? Muitas cuspidelas e muitos pedidos de desculpa por não conseguir comer tal coisa:P Por mim tudo bem, valeu pelas caras das pessoas!! :P

quarta-feira, 2 de Maio de 2007

Sakura

Já todos nós sabemos que os japoneses são um bocadinho alucinados, mas a doideira desta gente pelas cerejeiras em flor é demais! O fim do inverno/ início da primavera é passado a falar das sakuras (cerejeiras). Até eu já andava a contar os dias para o aparecimento destas flores...
Foi então que tive uma grande desilusão...
As cerejeiras são engraçadas, mas para mim, nada de especial e pior ainda só duram uma semana!!! Mas como é possível passarem tanto tempo à espera de uma coisa que dura tão pouco??








Quando chegam as cerejeiras festeja-se o Hanami, que não é nem mais nem menos do que fazer um pic-nic debaixo destas árvores. Ora eu diria que é mais uma razão para beber e comer muito! Fui com uma família japonesa festejar esta altura tão importante deste país e digo-vos que se notava bem a alegria daquela gente só por verem estas flores!

Mas a importância das sakuras não se deve só ao facto de darem flor, mas também ao facto de haver um certo simbolismo por detrás delas. No Japão, o ano fiscal acaba em Março, ou seja as crianças acabam as escolas, muitos dos japoneses entram na faculdade, outros entram no mundo do trabalho... Assim sendo, eles associam todas estas mudanças com o nascer das flores, daí a grande importância dada às sakuras!

Para mim, o mais bonito desta época é ver as cerejeiras à noite. Isso sim, é uma coisa a não perder, uma vez que as flores parecem reluzir com a luz do luar. A outra parte gira é ver as pétalas a cair como se fosse neve!

Já andava eu a sonhar em comer montes de cerejas, quando uma japa me diz que as cerejeiras no Japão não dão cerejas!! Mas que raio!! Então mas porque é que se chamam cerejeiras???
Enganaram-me bem estes japas....:P

domingo, 29 de Abril de 2007

Enterrados vivos...

Não, não! A minha ausência não se deve a ter sido enterrada viva :P Esta paragem no blog teve origem no meu regresso a Portugal! Contudo não desesperem :P , porque as coisas que ficaram por contar são mais que muitas e o blog só terá fim quando as acabar de contar todas!

Quem estiver atento aos comentários que são feitos aos meus posts, já deve ter reparado que gozam muito comigo por causa dos spas! :P Pois bem, aqui fica mais um spa diferente, que tive de ir experimentar...

Em Kyusho, ilha mais a sul do Japão, existem os chamados banhos de areia. Em que consistem estes banhos de areia?
Tal como o nome do post indica, consiste em ser-se enterrado em areia quente.
Existe uma plataforma junto ao mar com areia quente onde são cavadas covas para cada pessoa. Deitamo-nos nelas e somos literalmente enterrados até ao pescoço! Ficamos no quentinho durante uns 30 minutos com vista para o mar!

Vejam lá as fotos para entenderem melhor:








Aquilo que temos vestido são Yukata, os chamados kimonos de verão. Eu diria que são robes, mas pronto...
Depois do banho de areia tomamos então um banhinho de água quente para tirar a areia que fica entranhada em todo o corpo.

Estes banhos são muito agradáveis , contudo nada que se compare aos Onsen (banhos quentes ao ar livre) :P
Os japas lá da fábrica ficaram loucos quando souberam que eu já tinha experimentado estes banhos de areia, visto que são poucas as pessoas que já o fizeram!

Vão ao Japão e não percam esta experiência ;)

quarta-feira, 18 de Abril de 2007

Mas o que é que ele quer????

Hoje vi esta foto noutro blog e roubei-a. :P Estava mesmo adequada a este post!




No meu primeiro dia aqui na fábrica, como já seria de esperar, fui apresentada a todos os meus colegas.
Eu sabia, que aqui, as pessoas se cumprimentavam com vénias, mas sinceramente pensei que isso fosse mais para parte formal e que no dia a dia tivessem outra maneira qualquer de se cumprimentar... Mas antes de entrar na fábrica pensei que estava preparada para a sessão de vénias que aí se avizinhava...

Primeiro apresentaram-me os meus chefes. Já estava pronta para fazer a vénia, mas claro sempre meio hesitante sem saber muito bem o que fazer... Eles estendem-me a mão e ouve-se um ufff de alívio vindo da minha parte... Menos mau, pensei eu. Como sabem que sou ocidental estenderam-me a mão.

Eles mandaram-me segui-los pois ia conhecer os meus colegas de trabalho. Lá fui eu atrás deles. Chegámos ao nosso corredor de trabalho e eles avisaram-me: Agora cada um deles vai apresentar-se. E eu pensei, ok digam lá os vossos nomes que eu não vou fixar nada na mesma, mas venha de lá isso...:P

O primeiro era um rapaz. Ele diz o nome dele e fica a olhar para mim. Eu, sem saber o que fazer, pensei: Sim... entao?? Vamos ao próximo??
Ele volta a repetir o nome e fica a olhar para mim. Pensei de imediato: Epa alguma coisa me está a escapar e eu não estou a perceber o quê... Humm será que é a vénia??
Dei-lhe um toquezinho de cabeça para ver se seria aquilo, mas não houve qualquer tipo de reacção por parte dele. Ora bolas, também não é isto...

Ele pela terceira e última vez diz o nome dele e eu penso: epa só pode ser o aperto de mão que está a faltar... Ele sabe que eu sou ocidental e está à espera disso, não há hipótese !!!
Estico-lhe a mão de uma forma muito confiante de que só podia ser aquilo que ele estava à espera, e para ser sincera foi forma de me escapar daquela situação que já me estava a incomodar um bocado:P

Bem foi o pior erro que podia ter cometido!! Foi a risota geral!! Acho que desde aquele dia que nunca os vi rirem-se tanto outra vez!!! Foi lindo! Tudo a olhar para mim a rir, mas a rir e eu a pensar mas o que raio era então para fazer??? Já fiz porcaria da grande!!

Foi então que finalmente o meu chefe resolveu vir em meu auxílio e repetiu o nome do rapaz! AHHH então era isso!! Ele queria que eu repetisse o nome dele!!! Bolas, como é que eu podia adivinhar uma coisa destas????

Os restantes apresentaram-se e eu não repeti o nome de ninguém. Eles desta vez não ficaram à espera e o medo que eu lhes apertasse a mão era tanto, que era vê-los a dizer os nomes bem rápido e bem seguidinhos uns dos outros. :P

Mais tarde, falei com um deles sobre este triste episódio. Ao que ele me respondeu que aqui NUNCA há contacto entre duas pessoas quando se cumprimentam, aliás em qualquer situação o contacto entre duas pessoas deve ser o mínimo possível em público! E muito pior é se um rapaz tocar numa rapariga!! Ora eu em questão de um minuto quebrei logo não sei quantas regras de etiqueta!! Foi bem ou não foi?? :P

Pois agora que já cá estou há 3 meses já só sei fazer vénias! Todos os dias de manhã quando chego ao trabalho e a tarde quando me vou embora tenho de cumprimentar/despedir de todas as pessoas com que me cruzo na fábrica! É certo que vou aí chegar a fazer vénias, tenho a certezinha :P

Agora uma pequena lição sobre vénias. Temos as vénias informais que são as que uso no meu dia a dia que consistem num ligeiro baixar da cabeca e costas, mas não de forma muito acentuada. Temos as que eu chamo vénias de reuniões, ou seja as correctas e mais formais. Nessas a inclinação das costas têm de fazer um angulo de 45º perfeito. Só assim podemos chamar que foi executada uma boa vénia. Os braços neste caso tem de estar junto ao corpo! Tal como vêem na foto la de cima!
Tenho de admitir que esta vénia me faz rir, e por isso mesmo me levou mais tempo a conseguir executá-la sem me partir a rir com a figura que estava a fazer :P

Por fim, temos o número de vénias que se executam. Sempre que é para pedir desculpa por alguma coisa, executa-se uma sequência de vénias com a mão ao pé da cara! Só visto, porque é mesmo de morrer a rir! Para quem me conhece, eu depois exemplifico para se rirem um bocadinho! :P
Quando estamos na presença de alguém que seja importante o número de vénias também aumenta. E têm de ser vénias bem feitas, não há cá brincadeiras:P

Eu como sou ocidental e eles me dão um grande desconto, aldrabo um bocado estes rituais, porque senão não me continha e partia-me a rir!

Agora qualquer um de vós está apto a visitar o Japão e a sair-se bem melhor que eu! Já sabem apertos de mão NUNCA, mesmo que vos pareça a última alternativa :P

terça-feira, 17 de Abril de 2007

Domingos de loucura em Tokyo!

Querem divertir-se?
Então vão ao Yoyogi park em Tokyo aos domingos!!

É a loucura!! Aparece com cada personagem mais louca do que a outra! :P
Mas há que dizer que é mesmo muito animado e que há de tudo um pouco. Desde capoeira, a grupos de jovens que têm bandas e querem mostrar o que valem, a homens vestidos de ninja a praticarem os movimentos de luta, jambés, homens vestidos de Elvis a dançarem, olhem é o que quiserem...

Antes de chegar ao parque existe uma ponte onde se concentram aqueles que ao domingo decidem extravasar... Vestem-se das maneiras mais incriveis! Ou vestem-se de góticos, ou de personagens de animação ou... simplesmente, nem tenho palavras... O melhor é verem vocês mesmos ;)












Adoram que lhes tiremos fotos! É só pedir que lá se põem eles prontinhos para a foto :P
Acho que são tão atinados durante a semana que necessitam disto ao fim de semana. Ao menos aqui é carnaval todos os domingos, era bom para mim!!:P

A questão que se me colocava era onde iam eles arranjar estas roupas??? Mas rapidamente descobri que existia uma rua nesta zona só com roupas para eles!!





Sem dúvida para mim isto foi o melhor de Tokyo! Divinal!! :P
De morrer rir!!

segunda-feira, 16 de Abril de 2007

Nara

Nara foi uma das antigas capitais do Japão.
Fica aqui relativamente perto da terra onde vivo e sem dúvida é um dos locais que mais gostei de visitar.



Nara tem toda uma envolvente que transmite paz e tranquilidade! Os templos desta cidade encontram-se na sua maioria num parque onde habitam veados. Os veados andam mesmo ao pé de nós!! Existem uns senhores que vendem bolachas especiais para eles. Claro que tinha de lhes dar comida, mas admito foi uma experiência um pouco traumatizante :P Eles não esperam pela comida, mal a temos na mão começam logo às marradas no nosso corpo para ver se lhes damos as bolachinhas :P
Mas são amorosos e não fazem mal nenhum, eles é que eram muitos para mim e eu não estava a espera daquela recepção:P



Em Nara existe uma parte com templos budistas onde está este pagode...



E o famoso templo que têm o grande buda todo feito em bronze!!



Eu não sou muito de ficar impressionada com estas coisas, mas este impressiona mesmo!! Era enorme! A cabeça dele já caíu várias vezes por causa de tremores de terra, mas os japas reconstroiem tudo. Eles já estão habituados a estas andanças :P






Há um post que está em atraso que é sobre a religião aqui no Japão, mas fica para mais tarde...
De qualquer das formas mesmo sem saberem muito sobre a religião aqui vos deixo este último templo xintoísta. Se compararem bem com o anterior vêem que são bastante diferentes.
Este tinha corredores e corredores de lanternas todas elas feitas com uma prefeição de admirar!





Uma cidade que sem dúvida vale a pena visitar ;)

quinta-feira, 12 de Abril de 2007

Legalidade no mundo terráquio!

Quando aqui cheguei, uma das primeiras coisas que fiz foi ir à câmara registar-me na cidade. Eis senão quando me dão uma folha a dizer "Alien Registration"!
Não me contive! Parti-me a rir!! Podiam ter escolhido outro nome qualquer, mas não, tinha de ser alien!!

E porquê?
Porque é mesmo assim que eles nos vêem!

Deixo-vos aqui a foto do meu cartão de legalidade no mundo terráquio! Claro que tinha de ter uma foto apropriada ao modo como os japas me vêem :P



Eu, na realidade, quando cheguei sentia-me um autêntico alien, tudo era diferente e eles olhavam para mim tal como se estivessem a ver um ser muito estranho!

Os míudos param de brincar sempre que eu passo na rua! Ficam de olhos muito esbugalhados como se vissem um ser do outro mundo!!

A filha do meu chefe quando me viu a primeira vez não parava de chorar! Foi um berreiro! Cada vez que deixava de me ver calava-se, mas mal olhava para mim outra vez lá desatava ela a gritar! Eu, claro, só me ria!! :P O meu chefe coitado nem sabia onde se meter :P

Outra vez ia eu muito bem a passear e vejo um grupo de 10 rapazes. Eles mal me vêem apontam para mim e desatam a correr na minha direcção, de câmaras fotográficas a postos, para ver se me tiravam uma foto! Eu mal vejo aquilo, pernas para que te quero... Desato a correr e só parei dentro de uma loja bem escondidinha :P

Ainda no fim de semana passado esteve um rapaz a filmar-me durante não sei quanto tempo!! Eu bem olhava para ele naquela do "Chega... Eu não sou nenhum bicho"!! Mas ele não ligou nenhuma...

Como vêem, sou um verdadeiro alien! Que até tem identificação e tudo! Estou legal no meio deles, mas sou perigooosssa e é por isso que eles me querem apanhar :P

quarta-feira, 11 de Abril de 2007

Hotel Cápsula

Ora aqui vem mais uma das loucuras do Japão!
Nas grandes cidades deste país existem hoteis cápsula! Nome sugestivo, hã?? :P

Aqui não se paga para se ter um quarto, mas sim uma espécie de gaveta para se passar a noite. O nosso "quarto" consiste num espaço de dimensões 2x1x1 m! Enorme!! Ui que espaçoso:P
Temos um corredor cheio de, chamemos-lhes, gavetas, porque caixões é mau demais :P





Não pensem que por ser um espaço tão pequeno não temos direito a tudo e mais alguma coisa. Temos um cacifo para guardar as malas, e dentro do cacifo estão toalha de banho e escova de dentes. A casa de banho é partilhada, mas isso também já era pedir muito! :P
Dentro do "quarto" temos TV, despertador, candeeiro, rádio... Um autêntico luxo! Vejam lá isto!







Quando chega a hora de dormir fechamos a porta que é uma espécie de estore de madeira como aquele que vêem na cápsula que estava à minha frente.



Só vos posso dizer que tive uma bela noite de sono! Muito confortável! E para ser sincera até prefiro isto do que dormir numa camarata com tudo à molhada, ao menos aqui tinha um "quarto" para mim :P

terça-feira, 10 de Abril de 2007

Só mulheres

Ora aqui no Japão pode parecer, à primeira vista, que existe uma grande vantagem em ser mulher... Ora vejam lá o que está escrito nas paragens de comboio e de metro:





Porquê então estas carruagens?
Pois bem, os senhores japoneses gostam muito de meter a mão onde não devem e para evitar este tipo de situação criaram as carruagens só para mulheres.
Aqui as raparigas andam todas de uniforme com saínhas, algumas delas, bem curtinhas. Os senhores japoneses vêem aquilo e olha, escapa-lhes a mão... O problema é que elas em vez de dizer alguma coisa ficam caladas, cheias de vergonha... Isto é surreal!!
Estas carruagens só funcionam em hora de ponta e no resto do tempo são carruagens normais.

Mas esta protecção para as mulheres não fica por aqui. Naquele comboio nocturno que vos mostrei, tive um bilhete especial para uma carruagem de mulheres! Não há cá mistura de homens a dormir com mulheres, vamos lá a ver ...
Ora vejam lá no meu bilhete o simbolozinho de uma mulher que está no lado direito da foto :P


Para mim já deu jeito esta divisão deles, é da maneira que tenho sempre lugar :P

quarta-feira, 4 de Abril de 2007

Cama japonesa

Quando aqui cheguei e comecei a marcar hotéis para os fins de semana, reparei que na net havia sempre dois tipos de quarto. Quarto estilo ocidental ou quarto estilo japonês. Não sabia bem qual era a diferença, mas rapidamente descobri e experimentei, o famoso, futon.

Os japoneses não têm camas!! Eles dormem no chão em cima de uma coisa chamada futon. É um misto entre um edredon e um colchão preparado para estar sobre tatami! Estão a imaginar isto??

Tem as suas vantagens, é verdade... Eles dobram aquilo desta forma



e assim não ocupa espaço nenhum na casa visto que os arrumam em armários. E espaço é coisa que falta aqui. As casas, principalmente nas grandes cidades, são bastante pequenas, por isso dá sempre jeito uma coisinha assim :P

A primeira vez que dormi num colchão destes foi em casa dos pais de uma colega minha do trabalho. Foram eles eles que fizeram a cama e como tal não percebi muito bem como é que a coisa funcionava. Para mim era tudo igual, o colchão igual ao edredon... Não vi diferença nenhuma. Ora vejam lá se não são parecidos...



A foto em ue está dobrado o futon foi a minha primeira experiência sozinha com estes seres. Ora claro que tinha de dar porcaria...:P
Quado se desdobra aquele rolo a cama fica automaticamente feita. O meu problema foi saber onde é que eu tinha de me meter... Sabia lá eu qual entre que camada é que me tinha de meter. Experimentei só pôr um dos "edredons" a fazer de colchão, mas achei muito duro, então claro dormi em cima do futon juntamente com o edredon. :P Para não ter frio, visto que só restava um cobertor usei o meu saco cama:P
No dia seguinte de certeza que fiz rir alguém!! A empregada do quarto deve ter pensado: " Estes estranjas querem experimentar as cenas japas e não pescam nada disto! A pobre rapariga deve ter morrido de frio":P

Agora já sei e já me sinto preparada para enfrentar qualquer futon que me apareça à frente!! ;)

terça-feira, 3 de Abril de 2007

Macacos Japoneses

Existe uma espécie de macacos, também chamados macacos da neve, que vivem nas montanhas do Japão.


Como encontrá-los??
Basta olhar para certas montanhas e lá andam eles livres e felizes da vida, no seu habitat natural. Fui então, em Kyusho, ao monte takasaki ver os macacaquitos.


Aquilo está montado como atração turística. No meio da montanha os japas dão comida aos macacos só para eles descerem da montanha e os conseguirmos ver. Tive sorte (não sei se devo chamar sorte:P) e apanhei a maior refeição do dia! Eram aos milhares!! Nunca vi tanto macaco junto. Mal viram a comida começaram todos a correr desenfreados.



Vinham de todos os lados... Havia muitos que só paravam nas nossas pernas! Outros saltavam das árvores! E guinchavam, guinchavam todos ao mesmo tempo e bem alto para avisar os restantes de que era hora da comida!
As crianças estavam apavoradas e eu a bem dizer também não me sentia nada confortável:P
Tava mesmo a ver a altura em que eles me atacavam :P





Depois da refeição tudo ficou mais calmo e já os passei a ver com outros olhos. Aqui ficam umas fotos da sesta dos guerreiros depois da grande almoçarada :P










O mais engraçado destes macacos é que eles no inverno aproveitam as águas termais para se aquecerem. Para não sentirem o frio da neve mergulham-se lá dentro. Espertinhos os senhores macacos. Eu também ia para o banhinho... :P
E no caso deles ainda têm a vantagem do banho ser de borla:P